Últimos posts por Sergio Telles

“A Secretária” (The Secretary, 2008), de Steven Sheinberg

“A Secretária” (The Secretary, 2002), de Steven Sheinberg Sérgio Telles Merecidamente o filme de Sheinberg, que aborda de forma pouco convencional uma relação sado masoquista, ganhou o prêmio de roteiro mais original do Sundance Festival e a atriz Maggy Gyllenhaal recebeu inúmeras indicações para o prêmio de melhor atriz. Inusitada,

Moral sexual “civilizada”, hoje – Transcrição de palestra realizada no XII Simpósio Erotismo e sexualidade contemporânea, na PUC-São Paulo, 2014

Moral sexual ‘civilizada’, hoje Sérgio Telles Transcrição da palestra realizada no XII Simpósio “Erotismo e sexualidade na contemporaneidade”, 31/10/2014, no Núcleo de Estudos Junguianos da PUC-São Paulo Liliana: Agora eu vou convidar o professor Sérgio Telles que nos visita hoje na PUC, ele já é amigo dos junguianos, vejam bem…

Sabine Spielrein, Freud e Renata Cromberg – um diálogo produtivo

Sabina Spielrein, Freud e Renata Cromberg – um diálogo produtivo (*) Sérgio Telles Resenha de: Cromberg Renata, “Sabina Spielrein – uma pioneira da psicanálise” – Obras Completas, volume 1. São Paulo: Livros da Matriz, 2014, 400 p. O livro de Renata Cromberg sobre Sabina Spielrein é um empreendimento de fôlego

Sobre a mentira

Sobre a Mentira (*) Sérgio Telles A universalidade da mentira é afirmada por Koyré quando diz: “Certamente, o homem é definido por sua capacidade de falar, da qual decorre a possibilidade de mentir; e – com licença de Porfírio – é a mentira, muito mais do que o riso, o

Um homem, uma mulher

Um homem, uma mulher Sérgio Telles A capacidade de transcendência do ser humano. O lutar para transformar a realidade. A não acomodação com o que parece ser o destino imutável e irreversível. O enfrentar obstáculos e superá-los. A coragem de desafiar limites impossíveis de ser transpostos. O empenho em conseguir

“Artistas da fome”- divagações em torno de um conto de Kafka

ARTISTAS DA FOME Sérgio Telles Freud diz que nós, forçados que fomos a abandonar a onipotência narcísica, ficamos fascinados por aqueles que não passaram por isso, como as crianças, as mulheres muito belas e os grandes felinos, os tigres e leões. Eles são tão autocentrados, tão satisfeitos consigo mesmos, que

Confissão Involuntária – sobre o caso Durst

CONFISSÃO INVOLUNTÁRIA – SOBRE O CASO DURST (*) Sérgio Telles Robert Durst, 71 anos, é o filho mais velho de um bilionário dos negócios imobiliários de Nova York. Aos 7 anos presenciou o suicídio da mãe, que se atirou do teto da mansão onde moravam. Tornou-se um rapaz solitário e

Que Deus nos proteja

QUE DEUS NOS PROTEJA (*) Sérgio Telles Uma das coisas que mais me surpreenderam quando vim de Fortaleza para morar em São Paulo foi ver que as pessoas não varriam a calçada das ruas e sim as lavavam, gastando grande quantidade de água. Sendo do Nordeste, onde a seca é