Últimos posts por Sergio Telles

Um homem, uma mulher

Um homem, uma mulher Sérgio Telles A capacidade de transcendência do ser humano. O lutar para transformar a realidade. A não acomodação com o que parece ser o destino imutável e irreversível. O enfrentar obstáculos e superá-los. A coragem de desafiar limites impossíveis de ser transpostos. O empenho em conseguir

“Artistas da fome”- divagações em torno de um conto de Kafka

ARTISTAS DA FOME Sérgio Telles Freud diz que nós, forçados que fomos a abandonar a onipotência narcísica, ficamos fascinados por aqueles que não passaram por isso, como as crianças, as mulheres muito belas e os grandes felinos, os tigres e leões. Eles são tão autocentrados, tão satisfeitos consigo mesmos, que

Confissão Involuntária – sobre o caso Durst

CONFISSÃO INVOLUNTÁRIA – SOBRE O CASO DURST (*) Sérgio Telles Robert Durst, 71 anos, é o filho mais velho de um bilionário dos negócios imobiliários de Nova York. Aos 7 anos presenciou o suicídio da mãe, que se atirou do teto da mansão onde moravam. Tornou-se um rapaz solitário e

Que Deus nos proteja

QUE DEUS NOS PROTEJA (*) Sérgio Telles Uma das coisas que mais me surpreenderam quando vim de Fortaleza para morar em São Paulo foi ver que as pessoas não varriam a calçada das ruas e sim as lavavam, gastando grande quantidade de água. Sendo do Nordeste, onde a seca é

Facetas do mal – sobre a série “Dupla Identidade” da Globo

FACETAS DO MAL (*) Sérgio Telles Os ingênuos dão à natureza uma conotação bucólica e pacífica, ignorando que nela vigora a implacável lei do mais forte, que coloca os grandes predadores no topo da cadeia alimentar. Quando saímos da natureza e ingressamos na cultura, adquirimos a consciência moral e construímos

O Avesso do Cotidiano

O Avesso do Cotidiano, SÉRGIO TELLES Esta obra apresenta um conjunto de crônicas escritas por Sergio Telles, trazendo seus comentários sobre temáticas da atualidade, numa tentativa de expressar sua visão para além dos fatos ocorridos factualmente, mostrando aspectos mais abrangentes dos vários temas retratados, sobretudo no que diz respeito ao

NOSTALGIA (1983), de Andrei Tarkovsky

Andrei Tarkovsky, um dos maiores cineastas russos, fugiu com a mulher para o Ocidente em 1983, deixando na União Soviética o filho que só reencontraria em 1986, ano de sua morte precoce aos 54 anos. Oficialmente atribuída a um câncer de pulmão, muitos a viram como um assassinato realizado pela

Lançamento do Livro – O Avesso do Cotidiano

O Autor Sérgio Telles e a Zagodoni Editora convidam você para o coquetel de lançamento. Dia 27 de agosto (quarta-feira), das 18h30 as 21h30 Livraria Martins Fontes Av. Paulista, 509 – Próximo a estação Brigadeiro do Metrô

Derrida, uma vida extraordinária

Derrida, uma vida extraordinária (*) Resenha de Benoît Peeters,  Derrida – a biography, Polity Press (New York, USA / Cambridge, UK), 2013, 629 pp.   Sérgio Telles   Bem acolhida ao aparecer há dois anos na França, a biografia de Derrida escrita por Benoît Peeters recebe o mesmo tratamento nos Estados

“Eu, mamãe e os meninos”, de Guillaume Gallienne,

“Eu, mamãe e os meninos” (Les garçons e Guillaume, a la table!, 2013), de Guillaume Gallienne Sérgio Telles O filme é uma obra de Guillaume Gallienne, que escreveu o roteiro, interpretou dois papeis (o dele mesmo e o da mãe) e dirigiu. Foi exibido no Festival de Cannes de 2013

“A grande beleza”, de Paolo Sorrentino

“A grande beleza”, de Paolo Sorrentino Sérgio Telles Apesar da incontestável originalidade, o premiado filme de Paolo Sorrentino segue uma nobre tradição do cinema italiano que passa por Rosselini (“Roma, Cidade Aberta”), Antonionni (“A noite”) e especialmente pelo Fellini de “La Dolce Vita”. O filme está centrado no personagem Jep