Psicanálise por Sergio Telles

FREUD: CONFLITO E CULTURA

Mostra organizada pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, em exposição no MASP A exposição “Freud: Conflito e Cultura” tem uma longa história. Ao ser proposta em junho de 1995 pelo curador da Biblioteca do Congresso, Michael Roth, estava ele inadvertidamente reacendendo uma acerba polêmica iniciada nos anos 70, envolvendo a

UMA COMUM FANTASIA SOBRE A ANÁLISE

O que acontece quando um paciente volta à análise? Uma fantasia negativa comum sobre o trabalho analítico é aquela que gira em torno da idéia de que o analista estimula a neurose do paciente para explorá-lo. O analista faria todo esforço para que o paciente não abandone a análise, no

Existe uma Weltanschauung (cosmovisão) psicanalítica?

Muitas vezes ouvimos dizer que não existe uma Weltanschauung (cosmovisão) psicanalítica. Essa frase sempre aparece em contextos onde se tenta afastar qualquer conotação onipotente e totalizante do saber psicanalítico. A meu ver, esta afirmação advém de uma leitura apressada da Conferência XXXV, justamente intitulada “A Questão de uma Weltanschauung”, a

Crianças e Drogas Psiquiátricas

Crianças tomam mais antidepressivos nos EUA (O ESTADO DE SÃO PAULO, 24/2/2000 – reproduzindo notícia do The New York Times, assinada por Erica Goode). Consumo de drogas psiquiátricas entre pré-escolares aumentou entre 1991 e 1995. Divulgando uma descoberta que peritos médicos classificaram de ‘inquietante” e “muito surpreendente”, pesquisadores informaram ontem que

TERAPIA PSICANALÍTICA DE FAMÍLIA – Um importante campo a ser estudado

Penso, como já tive oportunidade de afirmá-lo nesta coluna outras vezes, que um dos campos mais promissores da psiquiatria e da psicoterapia é aquele que tem a família como objeto de estudos. Tal afirmação pode soar paradoxal neste momento onde, por uma série de injunções, a abordagem “neurocientifica” parece prevalescer,

Transtornos de Personalidade

Observando a classificação dos transtornos de personalidade oferecida pela DSM4 (1), com facilidade chegamos à conclusão que eles abrangem praticamente todas as modalidades do comportamento humano. Os transtornos de personalidade, e é também a própria DSM4 quem o afirma, se fundem por um lado com o comportamento dito “normal” e

Laio (pai), Édipo (filho), Antígona (neta ?) – uma trágica família

LAIO (pai), ÉDIPO (filho), ANTÍGONA (neta?) – uma trágica família Sérgio Telles Considerações sobre família e psicanálise. Neste artigo vou usar as três tragédias deSófocles em torno de Édipo, o Édipo Rei, Édipo em Colona e Antígona, tentando vê-las como episódios de um drama familiar que se estende por três gerações. Me apoiarei num texto

A MORTE DO PAI

Freud atribui importante papel à elaboração do luto pela morte de seu pai para a criação de “A Interpretação dos Sonhos”, sua “opera magna”. Diz ele no prefácio da segunda edição daquele livro: “Porquanto este livro tem para mim pessoalmente outro significado subjetivo – um significado que somente aprendi após

PSICANÁLISE – O INFERNO ASTRAL

MUITOS QUESTIONAMENTOS SOBRE A PSICANÁLISE – Desdobramentos de uma correspondência Ao iniciar minha coluna aqui na “Psychiatry on Line”, esperava ter um debate aberto e frequente com os leitores. Imaginava receber, via “e-mail”, opiniões, críticas e sugestões que me ajudariam a ajustar o enfoque do que escreveria. Mas, fora uns

Visita às casas de Freud – uma ficção freudiana

Em 1978 Octave Mannoni escreveu sete saborosas narrativas, às quais intitulou “Ficções Freudianas” (tradução brasileira pela Livraria Taurus Editora – Rio – 1983). Este texto pretende inscrever-se no mesmo espírito que animou Mannoni naquela ocasião, lamentando não alcançar a graça e a finura por ele ali alcançados. O analista jamais

Anatomia é o Destino

Em 1976, a China estabeleceu uma política de controle demográfico que permite aos casais uma única gestação, a criação de um único filho. Tal política tem tido efeitos sociais gravíssimos: 111 milhões de chineses jamais casarão, 6 milhões de meninas chamam-se Lai-di ou Ziao-di (“chame por um irmão”, “traga um