Cinema por Sergio Telles

HISTÓRIAS PROIBIDAS (“Storytelling”) de Todd Solondz

Um passeio pelo lado escuro Uma das cenas mais incômodas que já assisti no cinema acontecia no filmeHAPPINESS, o segundo filme de Todd Solondz. É aquela em que um pai fala cruamente de sua pedofilia para o filho de 10 anos, dizendo ter sodomizado o amiguinho dele. O espectador fica

TRAFFIC

TRAFFIC, filme de Steven Soderbergh O filme TRAFFIC de Steven Soderbergh tem a sobriedade adequada aos objetivos que visam mostrar o problema das drogas em toda sua complexidade, sem os apelos fáceis advindos do moralismo pequeno-burguês e sem se arvorar a propor soluções que, na maioria das vezes, se revelam

A PULSÃO DE MORTE EM “DANÇANDO NO ESCURO”, DE LARS VON TRIER

Parece-me surpreendente o sucesso que o filme “Dançando no Escuro” tem feito com a crítica e o público. É um filme extremamente desagradável, que beira o insuportável no desfiar do calvário de Selma, uma miserável imigrante checa nos Estados Unidos, personagem interpretado à perfeição pela cantora islandesa Bjorg. Selma vive

A HUMANIDADE – o filme, de Sylvia Loeb

Numa pequena cidade da Normandia, um crime hediondo é cometido: uma menina de onze anos é estuprada e assassinada. Um oficial de polícia é designado para desvendar o caso. A partir deste fato, o filme nos brinda com uma amostra das misérias do mundo. Muito menos o que é mostrado

“Gente da Sicília” e “Cronicamente Inviável”

Dois filmes que lidam com o problema da identidade. 1) “Sicilia!” (Gente da Sicília), do casal Jean-marie Straub e Danièlle Huillet Baseia-se no romance “CONVERSA NA SICILIA” de Elio Vittorini, dos anos 30, censurado pela fascismo. O enredo é simples: um homem que mora no norte da Itália, volta ao lar

MAGNÓLIA

“MAGNÓLIA” ganhou o “Urso de Prata” de Berlin como melhor filme do ano e Tom Cruise foi indicado como melhor ator no Oscar. É o terceiro filme do jovem diretor (30 anos) Paul Thomas Anderson, que antes fez “Hard Eight” e o polêmico “Boogie Nights”, que enfoca a produção e

BUENA VISTA SOCIAL CLUB

BUENA VISTA SOCIAL CLUB é uma prova do que um diretor de grande talento – no caso Wim Wenders – pode fazer dentro das limitações que o gênero documentário determina. O filme registra o trajeto do musico americano Ry Cooder ao reagrupar velhos músicos populares cubanos para a feitura do disco

O PSICANALISTA VAI AO CINEMA

TODOS QUEREM SER JOHN MALKOVICH – Questões ligadas à identidade. É interessante comparar “Quero ser John Malkovich“, “Meninos não choram” e “Tudo sobre minha mãe“. Em registros narrativos e enfoques diferentes, abordam o tema da identidade e seus percalços, especialmente os de gênero sexual. O tom leve, de inteligente comicidade

Anotações acerca de AMERICAN BEAUTY

Ver o filme AMERICAN BEAUTY, de Sam Mendes (diretor) e Allan Ball (roteirista), como uma critica sócio-política dos dias de hoje dos Estados Unidos é uma visão redutora e empobrecida de uma obra que tem características universais. Claro que em sendo situada nos Estados Unidos, inevitavelmente trará características da cultura daquela

O Último Almodovar

Tudo Sobre Minha Mãe (e Nada Sobre Meu Pai) Não é possível abordar analíticamente o último filme de Almodóvar sem antes fazer menção a suas grandes qualidades artísticas. Todos que temos seguido seus filmes, não podemos deixar de reconhecer em TUDO SOBRE MINHA MÃE a expressão de sua plena maturidade como criador. A beleza formal

KUBRICK E SCHNITZLER, UMA INCURSÃO NO “UNHEIMLICHE”

Algumas observações sobre o filme de “De Olhos bem Fechados” (Eyes wide shut) de Stanley Kubrick Como sabemos, o filme EYES WIDE SHUT (“De olhos bem fechados”), de Stanley Kubrick, está baseado no livro TRAUMNOVELLE de Arthur Schnitzler, escritor austríaco contemporâneo de Freud, que muito o admirava. “TRAUMNOVELLE” (“Breve Romance

Os Idiotas

O filme de Lars von Trier é mais um do grupo dinamarquês DOGMA, que preconiza a volta ao cinema mais despojado, desprezando as superproduções e os efeitos especiais possíveis com os orçamentos milionários e a alta tecnologia (entenda-se Hollywood). Propõe filmes sem artifícios desnecessários, centrados num bom roteiro e excelentes