Atualidades por Sergio Telles

Realidades virtuais, Pokemon e fobia

Realidades virtuais, Pokémon e fobia (*) Sérgio Telles O videogame Pokémon já vendeu mais de 200 milhões de itens da marca e até março desse ano faturou 46.2 bilhões de dólares. O jogo consiste na captura dos Pokémon – pequenas criaturas imaginárias – por seres humanos, que os treinam para

Considerar-se feio / a

Considerar-se feio/a Sérgio Telles Meaghan Ramsey, do Dove Self Esteem Project, fez uma palestra TED em setembro de 2014 sobre “Porque considerar-se feio/a é ruim para você”, até hoje vista por 2.806.451 pessoas . Ramsey diz que mensalmente mais de 10 mil pessoas perguntam ao Google se são feias. Na

Dezembro, o mês mais cruel

Dezembro, o mês mais cruel (*) Sérgio Telles Haveria um mês do ano especialmente cruel? T.S. Eliot, um dos maiores poetas de língua inglesa do século XX, responderia prontamente – sim, abril é o mais cruel dos meses. No hemisfério norte, abril marca o inicio da primavera, recebida com grande

Um homem, uma mulher

Um homem, uma mulher Sérgio Telles A capacidade de transcendência do ser humano. O lutar para transformar a realidade. A não acomodação com o que parece ser o destino imutável e irreversível. O enfrentar obstáculos e superá-los. A coragem de desafiar limites impossíveis de ser transpostos. O empenho em conseguir

“Artistas da fome”- divagações em torno de um conto de Kafka

ARTISTAS DA FOME Sérgio Telles Freud diz que nós, forçados que fomos a abandonar a onipotência narcísica, ficamos fascinados por aqueles que não passaram por isso, como as crianças, as mulheres muito belas e os grandes felinos, os tigres e leões. Eles são tão autocentrados, tão satisfeitos consigo mesmos, que

Confissão Involuntária – sobre o caso Durst

CONFISSÃO INVOLUNTÁRIA – SOBRE O CASO DURST (*) Sérgio Telles Robert Durst, 71 anos, é o filho mais velho de um bilionário dos negócios imobiliários de Nova York. Aos 7 anos presenciou o suicídio da mãe, que se atirou do teto da mansão onde moravam. Tornou-se um rapaz solitário e

Que Deus nos proteja

QUE DEUS NOS PROTEJA (*) Sérgio Telles Uma das coisas que mais me surpreenderam quando vim de Fortaleza para morar em São Paulo foi ver que as pessoas não varriam a calçada das ruas e sim as lavavam, gastando grande quantidade de água. Sendo do Nordeste, onde a seca é

Facetas do mal – sobre a série “Dupla Identidade” da Globo

FACETAS DO MAL (*) Sérgio Telles Os ingênuos dão à natureza uma conotação bucólica e pacífica, ignorando que nela vigora a implacável lei do mais forte, que coloca os grandes predadores no topo da cadeia alimentar. Quando saímos da natureza e ingressamos na cultura, adquirimos a consciência moral e construímos

“Cocô, volte aqui”

“Cocô, volte aqui!” Sérgio Telles Um  menino de cerca de dois anos e meio faz cocô e ao dar descarga fica inconsolável com o desaparecimento do mesmo. Chora muito, abraça o vaso sanitário e diz “cocô volte aqui!”. A cena se repete algumas vezes mostrando o quanto a criança se

Tres Ataúdes

Três ataúdes   Sérgio Telles   O falecimento tem uma face privada manifesta no sentimento de perda daqueles que conviviam com o morto e uma irrevogável dimensão pública concretizada na cerimônia do funeral. Algumas mortes são acontecimentos de grande repercussão, gerando notícias nos meios de comunicações. Outras são quase clandestinas,

Reflexões sobre as manifestações de Junho de 2013

Reflexões sobre as manifestações de junho de 2013 Sérgio Telles O Brasil assistiu em junho uma inédita manifestação de massa. O que começou como uma modesta reivindicação tomou inesperadas proporções abalando a tranquilidade dos que estão no poder. O povo, tradicionalmente deixado na ignorância de seus direitos constitucionais, surgiu com